skip to Main Content

10 dicas para medição de ROI em eventos on line

Por Paulo Amorim / Consultor em MKT Digital & Eventos | Plano A by PA

Linkedin: www.linkedin.com/company/planoabypa

Instagram: @bypauloamorimpa

“E de repente tudo virou on line e vieram as “chuvas” de lives, os artistas possibilitando número nunca vistos e nem possíveis de participantes para um evento presencial.

Os evento digitais ou híbridos vieram para ficar. Não são novidades, mas de uma hora para outra empresas precisaram fazer uma imersão e, sem termos ainda uma data marcada para o retorno da verdadeira vida normal, tivemos que nos acostumar e realizar encontros estratégicos importantes on line.

E assim vieram convenções, workshops, feiras etc, enfim, de alguma forma estamos dia-a-dia descobrindo como manter o mesmo engajamento, medir resultados, e apresentar relatórios. Mas e aí? E o tal do ROI (retorno sobre o investimento)? Com observação rigosorosa sobre tudo que vi e li nos ultimos meses, seguem algumas dicas para você acompanhar e tentar de alguma forma reunir informações que possam abastecer o seu pós evento.

As dicas valem tanto para eventos próprios como eventos patrocinados.

1)     Medição de audiência bruta

Aqui vale para o caso de convidados fechados (convidados x participantes)

Ou se evento aberto. Ex.: lives (meta estipulada x participantes – alcance)

2)     Tempo de permanência médio do participante/Duração do evento.

Vale para ambos os casos e pode ser decisivo no planejamento dos próximos eventos.

3)     Engajamento;

Existem várias formas de medir engajamento, mas aqui vale a dica de consolidar todos os dados de participação em um slide único diferenciando e apresentando as especificidades de cada origem (1) e (2):

4)     (1)Participação em chat disponível: calcular quantidade de mensagens enviadas, perguntas e interações via ferramenta utilizada. Pode ser ter um número geral ou qualificar de acordo com o perfil do evento.

5)     (2)Interações via redes sociais: mesmo conceito do chat que pode ser dividido via rede sociais utilizadas (instragram, linkedim, facebook, youtube etc)

6)     Pós evento: alguns evento ficam disponiveis off line para visualização como por exemplo no youtube. É possível estabelecer um parâmetro de meta de período e com ação ativa de marketing aumentar o número de visualizações.

7)     Testar escolha de plataforma e canais: Zoom? Teams? Youtube? Instagram? Importantissimo identificar onde esta maior aderencia com seu publico e o perfil do seu evento. O foco é audiência? Engajamento? Conteúdo?

8)     Tempo de tela principal: no caso de eventos com salas e mais complexos, importante fazer a medição e comparação durante a parte na tela principal e divisão em salas.

9)     Investimento em palestrante/atração x audiência. Talvez aqui seja bem mais facil de medir o interesse de acordo com a programação do evento. Já fez esse estudo?

10)  Pra encerrar, como em qualquer evento, a avaliação final (disponibilizada via QRCODE usualmente) podem fechar e montar um belo relatório de ROI.

São verdades finais e acabadas? NÃO. Cada um vai descobrir que dados são melhores para acompanhar como fará essa medição. Mas o importante é: SABER O QUER MEDIR ANTES DO EVENTO. Sem objetivos pré-definidos não tem como medir o ROI.

Escolher uma empresa séria com know how e que tenha expertise em fazer eventos on line será crucial também. Não acredite em milagres financeiros. Qualidade e experiência vão fazer a diferença.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top